Preaload Image

Referências internacionais palestram sobre educação socioemocional

  • gallery
  • gallery
  • gallery
  • gallery
  • gallery
  • gallery
  • gallery
  • gallery
  • gallery
  • gallery

O Instituto Cidade Segura promoveu no começo de março um grande curso online para disseminar evidências sobre estratégias de segurança pública e prevenção da violência. Em três dias de palestras, mais de 1200 inscritos de todos os estados do Brasil tiveram contato com as mais recentes experiências nacionais e internacionais que estão sendo utilizadas com sucesso na prevenção ao crime e na pacificação de famílias e territórios.

O segundo dia do evento foi completamente dedicado à prevenção da violência com base na educação socioemocional. A presidenta do ICS e coordenadora do programa Emoções para a Paz, Tâmara Biolo Soares, abriu a programação apresentando os programas desenvolvidos por nossa equipe e as evidências que comprovam a eficácia do SEJA, AME, Conte Comigo e Sagaz.

CLIQUE AQUI E CONHEÇA NOSSOS PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO SOCIOEMOCIONAL (HIPERLINK P/ PG GERAL PROGRAMAS)

Tâmara também ratificou a importância da aplicação de programas específicos para cada etapa da vida e do desenvolvimento, visando atender necessidades correspondentes a bebês, crianças, pais e adolescentes. Ela repetiu a frase que sintetiza nosso espírito de atuação. “Nunca é cedo demais nem tarde demais para prevenir a violência”.

VÍDEO TAMARA EMBEDADO:

Já o prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo, apresentou os dados relacionados a aplicação de programas socioemocionais em toda rede de ensino pública e privada do município a partir deste ano. Os professores e funcionários de escolas foram treinados pela equipe do Emoções para a Paz no ano passado e passarão a aplicar a educação socioemocional do 1o ao 9o ano do Ensino Fundamental em 2021. Foram mais de 600 pessoas capacitadas para aplicar o SEJA e o Conte Comigo no município. “Serão quase 10 mil crianças e pais atendidos de alguma forma por nossos programas do Lajeado Socioemocional”, frisou Caumo.

VIDEO MARCELO EMBEDADO

A importância de projetos socioemocionais foi detalhada pelo vice-presidente do Instituto Ayrton Senna, Emílio Munaro. A instituição foi uma das precursoras na defesa da inclusão do tema na Base Nacional Comum Curricular, que vale a partir deste ano. Munaro apresentou os projetos desenvolvidos pelo Instituto e também as evidências que avalizam o impacto positivo na vida dos jovens. “A escola é um excelente espaço para o desenvolvimento destas habilidades, mas precisamos capacitar nossos professores para que possam ajudar as crianças e jovens neste processo”, afirmou.

VÍDEO MUNARO

Uma das grandes novidades apresentadas no curso foi apresentada na palestra do psicólogo Rodrigo Pantoja, consultor de segurança pública para o governo chileno. Ela detalhou as evidências relacionadas a aplicação da terapia multissistêmica para jovens em conflito com a lei. Os dados apresentados na palestra apontam uma forte redução no envolvimento de crianças e adolescentes em pequenos delitos após uma intervenção focada e com uso de terapia cognitivo comportamental em grupo. “Após 1 ano de aplicação, tivemos como resultado que 70% dos jovens participantes não voltaram a se envolver em novos delitos”, destacou.

VÍDEO PANTOJA

Outro palestrante de grande relevância foi o professor e pesquisador Joseph Murray, um dos autores mais citados do mundo como referência em pesquisas sobre prevenção a violência na infância. Murray é professor na Universidade de Pelotas e coordenador do Dove Research, um centro de pesquisa que há anos produz evidências sobre intervenções socioemocionais. Murray comentou o caso de Pelotas, onde a prefeitura e o Instituto Cidade Segura aplicam o AME, um programa destinado à educação de pais para lidarem melhor com comportamentos difíceis da criança. “As evidências comprovam que crianças que sofrem violência na infância têm maior disposição de se tornarem adultos violentos”.

VÍDEO MURRAY

Ainda sobre os programas desenvolvidos em Pelotas, a psicóloga e coordenadora executiva do Pacto Pelotas pela Paz, Aline Crochemore, abordou os programas aplicados na cidade, com ênfase a integração entre diferentes secretarias na troca de informações, diagnóstico e busca ativa de casos para acompanhamento dentro dos diversos programas de educação socioemocional e reinserção de jovens em situação de risco. “Entendemos que esse trabalho multissetorial é fundamental para identificar, inserir e acompanhar os casos na sua integralidade”, disse Aline.

VÍDEO ALINE